A Criada

acriadaAh-ga-ssi / The Handmaiden (2016 – COR) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

A primeira metade indicava o melhor filme de Park Chan-wook desde Oldboy. Seu thriller de época erótico, cheio de estilo, não só faz alguma referência ao maior sucesso do cineasta, como impõe seu estilo às histórias de intrigas e romances interessados em fortuna que tão bem conhecemos no cinema. Porém, com essa velocidade na imagem, com o sexo mais explícito do que provocativo.

Com o passar da história, e as diversas reviravoltas, a sensação de roteiro tão bem arquitetado diminui, lentamente, o prazer em ver aquele inesperado triângulo amoroso golpista entre a criada (Tae-ri Kim), Lady Hideko (Kim Min-hee) e o professor de artes (Na Jung-woo) da burguesa.

Entre romance e falsa inocência, o que temos são inúmeras oportunidades para exibir cenas “quentes” de sexo entre mulheres que funcionavam melhor enquanto provocativo e não explicito. Ainda assim, deva ser o melhor de Chan-wook desde Odlboy, e se não fosse sua mão pesada, e o exagero de surpresas do roteiro, tinha potencial para ser um dos bons filmes do ano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s