Belos Sonhos

belossonhosFai Bei Sogni / Sweet Dreams (2016 – ITA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Um novo estudo de Marco Bellochio da relação mãe-filho. O quanto a ausência da figura materna pode atormentar todas as relações pessoais da vida de um filho, por mais de 30 anos. Vagando num zigue-zague entre a fase criança e adulta de Massimo, Bellocchio trata personagens e sentimentos de forma singela, aproveitando uma narrativa, levemente, irregular para desaguar num final belíssimo, de um acerto pessoal de contas, entre cicatrizes e o aprendizado de como lidar com os traumas e ressentimentos de seu passado.

É outro filme típico do cineasta, seja na nova visão dessa relação mãe-filho, seja no tom que tenta minimizar o grandioso, mas principalmente no estudo das aguras da alma italiana. O final surge realmente encantador, nas formas de libertação e em como Bellocchio redefine a forma de Massimo se relacionar com o mundo. Parece o único desfecho possível, ao mesmo tempo melancólico e esperançoso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s