Canção para um Doloroso Mistério

cancaoparaumdolorosmisterioHele As Hiwagang Hapis / A Lullaby to the Sorrowful Mystery (2016 – FIL) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Prepare-se para mais uma jornada pelos olhares de Lav Diaz à história triste de seu país. Seus filmes são uma arma contra a memória curta de muitos povos, um trabalho de relembrar o passado comparando-o com as mudanças (ou não mudanças) do presente. Dentro de suas típicas obsessões: o branco e preto, os longuíssimos planos abertos com câmera fixa, o extenso desenvolvimento de seus personagens, e, claro, a longa duração de seus filmes, o que o cineasta filipino realiza é, inicialmente, outro poderoso e fundamental documento histórico. Estamos diante dos anos finais do século XIX, a guerra de parte da população contra o domínio colonial espanhol.

A maior parte das oito horas de duração acompanhamos a saga de Gregoria de Jesus (Hazel Orencio) em busca de seu marido, André de Bonifácio y Castro, quer ele esteja vivo ou morto. Logo ele, considerado o maior líder da revolução filipina à época, fundador do movimento Katipunan, teria sido capturado pelos governantes. Vagando pela floresta, o pequeno grupo sobrevive, aos trancos e barrancos, enquanto encontram pistas do paradeiro. E assim, ajudam como fio-condutor da narrativa de Diaz para fatos relevantes que constituem o período histórico em questão.

Esse núcleo é intercalado com outros encontros e diálogos importantes, cujo conjunto resulta nesse retrato da sociedade filipina, sob tão diferentes aspectos. Seja no massacre de revolucionários presos, seja pelas reuniões dos sarcásticos líderes governistas pró-Espanha, sarcásticos, seja pela presença de lideres religiosos ou, até mesmo, pelos pequenos eventos que funcionam como contos morais abordando justiça e humanidade.

É, sobretudo, uma viagem aos rincões e ao coração do povo filipino. Uma jornada de persistência, de assombro, de amor e de arrependimento. O roteiro também se aproveita para adaptar, livremente, alguns livros de José Rizal, e assim enriquecer com aspectos literários essa imersão épica, e fundamental, a um período que se mostra nem tão distante assim da realidade contemporânea.

Lav Diaz continua a afugentar grande parcela da cinefilia, é uma pena, deviam perder esse medo e mergulhar em seu cinema de personagens em movimento, de reflexões políticas, e da riqueza de detalhes que só o tempo das cenas pode oferecer. O cineasta também nunca se deixa afastar do cinema, aqui presta sua homenagem a própria arte cinematográfica na representação, imperdível, do que teria sido a primeira sessão de cinema, nas Filipinas, para burgueses tolinhos. Veja de uma vez só, veja em capítulos, mas mergulhe profundamente no notável cinema desse filipino.

Anúncios

Um comentário sobre “Canção para um Doloroso Mistério

  1. Pingback: Top 25 – 2016 |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s