Redemoinho

redemoinhoRedemoinho (2016) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Parte do reencontro inesperado de dois amigos de infância, Luzimar (Irandhir Santos) e Gildo (Júlio Andrade), na véspera de Natal, para se tornar quase uma sessão de terapia entre lembranças, traumas, e o renegado passado voltando à tona. Cataguases, cidade onde o cinema brasileiro cresceu com Humberto Mauro e outros, é o palco para o filme dirigido por José Luiz Villamarim, que aliás surge como grata surpresa, direção sóbria do estreante em cinema, mas já bem experiente diretor de novelas da Globo.

Até por seu currículo televisivo, surpreende como Villamarim sai da narrativa padrão. Explora localidades da cidade ou cômodos das casas, sempre com enquandramentos inusitados, fugindo totalmente dessa linguagem dita como “mais comercial”. Utiliza muito bem sombras, a escuridão, planos mais abertos ou fechados. Mantém as rédeas de um filme pequeno, focado em criar a atmosfera de uma panela de pressão prestes a estourar. Sentimentos e diálogos velados, a amizade de outrora que esbarra no tempo de distância, além, é claro dos fantasmas que após algumas horas e cervejas, vem assombrar a amizade. O final pode não entregar tudo que a expectativa possa ter criado, ainda assim não diminui o trabalho de Villarim, de Walter Carvalho na fotografia, e do ótimo grupo de atores.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s