Ma’ Rosa

ma-rosaMa’ Rosa (2016 – FIN) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

O cinema de Brillante Ma Mendoza descambou para a tragédia melodramática de um jeito que não parece ter mais volta. Seu cinema vigoroso, violento, e até ultrajante, tem dado espaço a histórias que se encaixam perfeitamente no Tragédia Pouca é Bobagem. Em Cannes, o filme saiu com o prêmio de melhor atriz Jaclyn Jose, que faz a mãe dessa família que tem uma loja de doces de fachada para seu comércio de drogas numa favela em Manilla.

Maior parte da trama acontece na delegacia, pai e mãe presos em flagrante e os filhos tentando levantar o dinheiro para fiança ou “acordo” com os policiais. Desse ponto em diante, Mendoza não pouca um segundo do filme de pequenas tragédias que apenas se acumulam e perdem todo o impacto que o cineasta tentava tecer a seu drama familiar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s