A 13ª Emenda

a13emendaThe 13th (2016 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Depois do sucesso de Selma, a diretora Ava Duvernay está de volta, e dessa vez, ainda mais impactante no que tange o ativismo contra o preconceito racial. O documentário produzido pelo Netflix já chega favorito ao Oscar, e merece os elogios. A estrutura é simples, depoimentos e material de arquivo, sempre tendo como ponto de partida a influência da aprovação da 13ª Emenda da Constituição dos EUA que diz que ninguém pode sofrer de trabalho forçado (ou escravidão), exceto como punição de crime.

O estudo do fenômeno de crescimento carcerário ao longo das décadas é curioso, e casa perfeitamente com a comprovação histórica do racismo que transborda na América desde o período de escravidão. O documentário não poupa ninguém (Bush, Clinton, Trump, Reagan e etc) ao acusar de erros, omissões, ou até aceite de culpa (no caso de Bill Clinton) sem nenhuma contrapartida. A indústria dos presídios privatizados, a política que sempre privilegia os meios econômicos e nunca a justiça social, o preconceito incurável que a sociedade dá novos sinais estar seguindo no caminho oposto ao do fim de tamanhas barbaridades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s