Um Limite Entre Nós

umlimiteentrenosFences (2016 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Como diretor é apenas o terceiro trabalho de Denzel Washington, mas o ator não requer apresentações. Adaptando uma peça de teatro escrita por August Wilson, seu filme praticamente não sai da cozinha, sala e quintal da casa de Troy Maxson (o próprio Denzel), onde ele pretende construir uma cerca, mas gosta mesmo de ficar contando histórias e dar suas lições de moral.

Um frustrado aspirante a jogador de Baseball, Troy é a construção de uma figura masculina retrógrada e conservadora, que vê em si o único líder da família, mas entrega à esposa todo seu salário. Prega que ser pai é pagar as contas, não necessariamente dar e ter amor, e está sempre esperneando seus discursos de teoria da conspiração.

O filme é um drama familiar típico, com confronto de gerações, infidelidade, educação dos filhos, sempre com diálogos vibrantes, quase histéricos, que variam entre o descontrole e o humor. São diálogos que estamos bem acostumados a ver em interpretações de Denzel, o contraponto são as participações de Viola Davis, no papel de esposa, que elevam o grau de discussão, e fogem dessa persona tão marcada que Denzel dificilmente se livra em suas interpretações. Essa mãe e dona de casa, caridosa e angustiada, que sabe perdoar como ninguém, e coloca a figura masculina no seu devido lugar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s