Verão 1993

Estiu 1993 / Summer 1993 (2017 – ESP) 

Talvez seja o mais destacado filme espanhol do ano, dentro do circuito dos festivais, e por isso o escolhido para representar o país no Oscar. A estreante Carla Simón traz às telas, de maneira tão singela, a própria história da sua infância, que foi definitiva para os rumos de sua vida. Aos nove anos, após a morte dos pais por AIDS, passou a morar com os tios.

Mudar de casa, parentes que se tornam pais, uma prima que vira irmã, e a ausência dos pais biológicos. É muita mudança na cabeça de uma criança, em entrevistas a cineasta diz que não se lembra de todos os detalhes, mas que essa é realmente sua história. Quase sempre com câmera na mão, ela acompanha a menina que tenta se encaixar em sua nova realidade, e varia entre a imaturidade e momentos mais egoístas. Além do próprio caos familiar que os falecimentos causam. Simón consegue transmitir sua história através desse olhar meio desorientado de uma garota sem opção, uma Mia Hansen-Love à espanhola, com a leveza da memórias de quem buscava um novo espaço para superar o estranhamento de um novo mundo.


Festival: Berlim

Mostra: Generation

Prêmios: Melhor filme de estreia

Anúncios