Apesar da Noite

Malgré La Nuit / Despite the Night (2015 – CAN) 

Philippe Grandieux é mais um desses cineastas provocativos que através do experimental conta tramas sensoriais e aflitivas.  Seu mais recente trabalho extrapola pelo sexo para uma desafiante narrativa em que os diálogos, muitas vezes, são mero apelo estético, deixando a comunicabilidade para os longos planos que quase desnudam seus personagens.

Um homem retornado à Paris, querendo resgatar seu antigo amor, e acaba envolvido com outra mulher. Adicione o mundo pornográfico hardcore (snuff movies) e essa subversiva maneira com que Grandieux desenvolve personagens e relacionamentos, e teremos um dos filmes mais genuínos dos últimos anos, ainda que por sua radicalidade possa afastar boa parte do público.

Anúncios