Visages, Villages

Visages, Villages (2017 – FRA) 

Parece inusitado o encontro entre a veterana cineasta Agnès Varda, quase nonagenária, e o fotógrafo JR. A dupla pega a estrada percorrendo a França, longe das grandes cidades, interagindo com pessoas comuns. Como forma de marcar o fim das visitas, elegem uma fotografia e criam um pôster gigante para colocar num préio meio caído ou num caminhão.

Não deixa de ser uma forma de enxergar uma França longe dos holofotes. O carteiro de uma pequena cidade, os estivadores de La Havre, os pequenos produtores de leite de cabra. Em meio a isso, a própria relação descoladinha e engraçada da dupla, entre pequenos conflitos, discordâncias e graça. É da leveza e jovialidade da figura de Varda que a viagem tem essa sensação de total desprendimento, e a proposta dialoga muito com essa nova tendência de misturar cinema e outras artes, em busca de frescor. A riqueza de Visages, Villages é essa mistura de carisma, simplicidade de personagens e das pequenas coisas particulares que nascem com o decorrer de tanta estrada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s