Goya 2018

Além de toda acorrida do Oscar, cada vez mais tenho acompanhado outros dois prêmios de academias de cinema, seja por motivos de facilidade com a língua, seja para entender como funcionam as individualidades regionais, fora dos holofotes globais que o cinema dos EUA tem. Dessa forma, sempre que possível, gosto de assistir a entrega dos prêmios Goya (Espanha) e Cesar (França).

Aqui no Brasil, é possível assistir, ao vivo, a noite de gala dos Goya através do canal de tv a cabo TVE (TV Espanha). Uma festa que repete o mesmo formato do Oscar, como todos, se alonga, tem tapete vermelho, e humoristas apresentando a cerimônia. Este ano ficou a cargo da dupla de humoristas de Albacete Joaquín Reyes e Ernesto Sevilla, após 3 anos seguidos de Dani Rovira (o Rafa das comédias românticas Ocho Apellidos Catales e Ocho Apellidos Vascos), que não agradaram. Tentando manter as piadas a favor do feminismo em alta (incluindo a escolha de dois homens para apresentar, ao invés de alguma mulher), acabaram apenas com tonterías e desagrado geral. Talvez, a frase qie resuma a participação seja: “Los Goya solo lo han ganado tres mujeres en 31 años, 4 si contamos a Álex de la Iglesia”.

Marisa Paredes – Goya de Homenagem pela Carreira

A imprensa espanhola sempre discute a capacidade dos prêmios de se equilibrar entre o mainstream e o cinema de autor, numa indústria que tem se solidificado com o cinema de gênero (principalmente os policiais), e realmente os últimos anos indicam essa “alternância”, com os vencedores policiais Tarde para a Ira e Pecados Antigos, Longas Sombras, contra o drama Truman mais popular. Segue abaixo a lista dos últimos vencedores de Melhor Filme:

Ano Filme Diretor Título Original
2017 Tarde para a Ira Raúl Arévalo Tarde para la Ira
2016 Truman Cesc Gay Truman
2015 Pecados Antigos, Longas Sombras Alberto Rodríguez La Isla Mínima
2014 Viver É Fácil com Os Olhos Fechados David Trueba Vivir Es Facil con los Ojos Cerrados
2013 Branca de Neve Pablo Berger Blancanieves
2012 Não Haverá Paz para os Malvados Enrique Urbizu No Habrá Paz para Los Malvados
2011 Pão Negro Augustí Villaronga Pan Negro
2010 Celda 211 Daniel Monzón Celda 211

Os 5 indicados desse ano a Melhor Filme aumentam o poder da diversidade, um drama tradicional, um drama de época, um filme jovem e pessoal, um de terror e uma comédia dramática. Filmes falados em diferentes idiomas: espanhol, inglês, catalão e basco, num país que vive em ebulição, com tantas discussões separatistas, o cinema fazendo o trabalho de representar a todos. Indicados comentados:

La Librería, de Isabel Coixet – maior nome feminino do cine espanhol, sucesso nas bilheterias, filmado na Grã-Bretanha

Handia, de Aitor Arregi y Jon Garaño (diretor de Loreak) – 13 indicações sobre aceitar o diferente, história de um gigante de mais de 2,40m.

Verão 1993, de Carla Simón – melhor primeiro filme em Berlim, sucesso no circuito dos festivais e o grande favorito aos prêmios principais.

El Autor, de Manuel Martín Cuenca – tragicomico com protagonistas que já ganharam Goyas

Verónica, de Paco Plaza – filme de terror do diretor de [REC]

Handia levou 10 das 13 indicações ao Goya, parecia ser o grande vencedor da noite, acabou faturando quase todos os prêmios técnicos. Verão 1993 teve seu reconhecimento com seus protagonistas e como melhor filme de estréia. Mas, na reta final, surge a figura de Isabel Coixet com sua coprodução inglesa para faturar roteiro adaptado, direção e filme (entregue por Penelope Cruz e Carlos Saura), e assim coroar a onda de feminismo no cinema. Duas mulheres diretoras premiadas e discursos de equiparação salario entre gêneros em todos os setores da indústria do cinema.

Fica a discussão se prevaleceu o melhor do cinema, ou se as escolhas foram no embalo da bilheteria ou da necessidade de premiar a mulher. O movimento #+mujeres ganha a indústria espanhola e deixa sua mensagem. Por outro lado, Woody Allen não parece tão em baixa por lá, um curta de animação que cria um diálogo Woody & Woody foi o premiado, portanto, nem tudo que se passa em Hollywood reflete em todos os cantos desse mundo.

No Brasil, os principais filmes espanhóis não tem tido muito espaço das salas de cinema, porém com boa distribuição nos serviços de Streaming. Fique de olho! Abaixo, os vencedores por categoria:

 

MEJOR PELÍCULA: “La librería”

MEJOR DIRECCIÓN: Isabel Coixet por “La librería”

MEJOR DIRECCIÓN NOVEL: Carla Simón por “Verano 1993”

MEJOR GUIÓN ORIGINAL: Aitor Arregi, Andoni de Carlos, Jon Garaño y Jose Mari Goneaga por “Handia”

MEJOR GUIÓN ADAPTADO: Isabel Coixet por “La librería”

MEJOR ACTOR PROTAGONISTA: Javier Gutiérrez por “El autor”

MEJOR ACTRIZ PROTAGONISTA: Nathalie Poza por “No sé decir adiós”

MEJOR ACTOR DE REPARTO: David Verdaguer por “Verano 1993”

MEJOR ACTRIZ DE REPARTO: Adelfa Calvo por “El autor”

ACTOR REVELACIÓN: Eneko Sagardoy por “Handia”

ACTRIZ REVELACIÓN: Bruna Cusí por “Verano 1993”

MEJOR PELÍCULA IBEROAMERICANA: “Una mujer fantástica” de Sebastián Lelio

MEJOR PELÍCULA EUROPEA: “The Square” de Rubén Óstlund

MEJOR PELÍCULA DOCUMENTAL: “Muchos hijos, un mono y un castillo”

MEJOR PELÍCULA DE ANIMACIÓN: “Tadeo Jones 2. El secreto del Rey Midas”

MEJOR MONTAJE: Laurent Dufreche, Raúl López por “Handia”

MEJOR DIRECCIÓN DE FOTOGRAFÍA: Javier Agirre Erauso por “Handia”

MEJOR MÚSICA ORIGINAL: Pascal Gaigne por “Handia”

MEJOR CANCIÓN ORIGINAL: “La llamada” de José Miguel Conejo Torres (Leiva) por “La llamada”

MEJOR DIRECCIÓN ARTÍSTICA: Mikel Serrano por “Handia”

MEJOR DISEÑO DE VESTUARIO: Saioa Lara por “Handia”

MAQUILLAJE Y/O PELUQUERÍA: Ainhoa Eskisabel, Olga Cruz, Gorka Aguirre por “Handia”

MEJOR SONIDO: Aitor Berenguer, Gabriel Gutiérrez, Nicolás de Poulpiquet por “Verónica”

MEJOR DIRECCIÓN DE PRODUCCIÓN: Ander Sistiaga por “Handia”

MEJORES EFECTOS ESPECIALES: Jon Serrano, David Heras por “Handia”

MEJOR CORTOMETRAJE DE FICCIÓN: “Madre” de Rodrigo Sorogoyen

MEJOR CORTOMETRAJE DOCUMENTAL: “Los desheredados” de Laura Ferrés

MEJOR CORTOMETRAJE DE ANIMACIÓN: “Woody & Woody” de Jaume Carrió

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s