Exercícios de Memória

Ejercicio de Memoria (2016 – PAR) 

E a cineasta paraguaia Paz Encina acertou novamente. Através de imagens quase oníricas ou abstratas, que refazem as lembranças de criança de três irmãos, através dos depoimentos de suas memórias, o documentário resgata a época do desaparecimento de Agustín Goiburú durante seu exílio na Argentina. Maior adversário político da ditadura de Alfredo Stroessner, seu corpo ou pistas do paradeiro jamais foram encontrados desde deixou de ser visto em 1976.

É um filme em que Encina segue pregando o distanciamento, a preocupação em permitir que a narrativa transcorra através de fluxos, dessa sensação de que a memória é quem conduz o todo. Foge de um discurso inflamado para conquistar através do singelo, num envolvente exercício de memória que dá novos significados ao já tão combalido, pelo cinema, temas das ditaduras militares sul-americanas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s