Terra de Ninguém

Terra de Ninguém / No Man’s Land (2012 – POR)  

Num fundo preto, um homem sentado numa cadeira marrom, e nada mais. O foco é total sobre ele que inquieto conta sua história da época de comando militar na Guerra Colonial em que Portugal se meteu com suas colônias africanas. Um mercenário, um serial killer contratado pelo governo de seu país para cometer crimes. Chega a ser assustador como Salomé Lamas cria a atmosfera para que Paulo de Figueiredo, em mini-capítulos (são mais de 50), narre histórias hediondas num discurso de bom-senso e sem papas nas línguas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s