Scary Mother

Sashishi Ded / Scary Mother (2017 – GEO) 

Dois filmes da Geórgia com temas ligadas à coragem da matriarca em se dedicar aos seus objetivos, deixando de lado o conforto socialmente esperado no ambiente familiar, forma assim uma boa dupla com My Happy Family. Por outro lado, o filme da diretora Ana Urushadze é muito mais denso ao explorar a complexidade dessa mulher madura, que passa a se dedicar à literatura, com textos provocativos e pouco usuais.

A familia aterrorizada com o conteúdo de suas histórias, as imagens que mergulham nos sonhos do subconsciente dessa nova autora. A estreia de Urushadze foge dos padrões e estabelece essa comunicação aflitiva com o público, a protagonista que quase se descontrói, enquanto passa a acreditar em sua capacidade. Nem que para isso, precise enfretar tudo e todos. Em tempos como esses, em que as mulheres arregaçam as mangas em busca de seu personagem, Scary Mother pode ser um grito de liberdade profissional e do eu mais intrínseco e escondido por detrás das convenções sociais.


Festival: Locarno 2017

Mostra: Cineasti del Presente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s