Greta Garbo Empoderada – A Carne e o Diabo | Rainha Cristina | Ninotchka

A Carne e o Diabo (Flesh and the Devil, 1926 – EUA) 

Rainha Cristina (Queen Christina, 1933 – EUA) 

Ninotchka (Ninotchka, 1939 – EUA) 

Pela oportunidade de, finalmente, descobrir um pouco do cinema de Greta Garbo, uma característica que dialoga muito com o que a sociedade vive em 2018: o empoderamento feminino. Pode ser que haja mais exemplos em sua carreira, mas partimos aqui de três exemplos, de como Greta, no cinema, construiu personagens fortes, marcantes e que se impuseram integralmente.

Ainda no cinema mudo, A Carne e o Diabo (sob direção de Clarence Brown) traz a amizade de dois amigos abalada pelo amor de uma mulher (Greta). De donzela indefesa à manipuladora irresistível, o filme nem a faz a protagonista da história, ainda assim é forte como sua presença domina as cenas, além desse poder de manipulação frente aos homens. O roteiro é corajoso, questiona lealdade x amor, verdade x conveniência, e guarda um final bem inesperado para esse triângulo amoroso.

Na cinebiografia da Rainha Cristina, da Suécia, o roteiro omite alguns pequenos detalhes, e é até compreensível para não chocar o público (dizem que era uma mulher muiti masculina, talvez até hermafrodita), os demais fatos são verídicos, inclusive a tímida insinuação de um romance lésbico, logo no início do filme. Assim, Greta é essa mulher a dominar um reinado, mas que não se casa por acreditar no amor e não nutrir verdadeiramente por nenhum dos possíveis candidatos à coroa. De um lado essa mulher forte, que enfrenta guerras e revoluções, de outro à frente do seu tempo, lutando pelo amor acima das convenções, por mais difíceis que algumas decisões sejam.

O amor também prevalece em Ninotchka. Pré-Segunda Guerra Mundial, três russos são mandados à Paris para vender jóias, e lá descobrem as maravilhas do mundo ocidental, por mais que morram de medo do chefe linha dura. Eis que surge, novamente, Greta, com sua personagem poderosa e que se impõe frente aos homens, ela era o tal chefe linha-dura. Depois o filme emplaca um romance que amolece o coração dessa mulher, é sim uma provocação ao jeito russo de ser, mas também uma posição forte de uma mulher em plena liderança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s