Não Me Toque

Nu Ma Atinge-ma / Touch Me Not (2018 – ROM) 

Dificilmente classificável e bem polêmico o filme da diretora Adina Pintilie. Um ensaio sobre o corpo e a sexualidade fora do padrão, um docudrama sobre uma atriz madura e sua busca por formas de satisfação sexual, sem que haja contato físico, e de um grupo terapêutico com diferentes tipos de deficientes em sua relação de aceitação e descoberta do próprio corpo.

A própria diretora se coloca no filme ao aparecer debatendo enquanto grava a atriz em suas experiências. Essa mistura complicada ganha tons assépticos, brancos intermináveis e sessões de psicologia para tratar suas limitações. Não são cenas saborosas, mas que dentro de seu estilo experimental traduzem uma intimidade que vai além da relação câmera-imagem. O conjunto afasta grande parte da audiência, mas Pintilie consegue alterar o choque inicial, pela exposição de tantos corpos fora do padrão de beleza, por uma espécie de aceitação de que há diferentes maneiras de encontrar o prazer, muito além da sensualidade da grande mídia.

É um filme tão estranho quanto corajoso, provocativo ao tratar de maneira normal corpos e comportamentos à margem da sociedade. O medo de ser tocado passa por tão diferentes situações: o sarado garoto de programa, a sessão de sado-masoquismo, o strip-tease do transexual, e o estudo abre novas perguntas, novas possibilidades, e tratando a estranheza como o normal.


Festival: Berlim 2018

Mostra: Competição

Prêmio: Melhor Filme

Anúncios

Um comentário sobre “Não Me Toque

  1. Pingback: Festival do Rio 2018: dicas |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s