Maya

Publicado: julho 17, 2019 em Cinema
Tags:

Maya (2018 – FRA)

O novo trabalho de Mia Hansen-Love é um novo capítulo de frescor em sua filmografia. Uma viagem à Índia num prisma bem diferente do que estamos acostumados pela visão ocidental naquele país. Ao invés do estranhamento com relações sociais, alimentação e outras características, o protagonista tem é um fascínio admirável pelo país que o acolheu quando criança. E, logo após um trauma complicado (o filme tem início quando ele, jornalista, é liberado por terroristas sírios e retorna à França), busca refugío onde guarda boas lembranças.

Sem dúvida é um personagem cheio de feridas em busca de cicatriz, e como um road movie, nos faz viajar por diferentes lugares, aproveitar a paisagem, lidar com a pobreza com naturalidade, redescobrir o amor. Pode até parecer clichê na questão romântica, com tantos contrastes e sonhos diversos entre eles, mas a cineasta filma com tanta leveza que mesmo as questões mais complexas (como a predatória sede imobiliária) são duras, mas com sabor especial. Mia Hansen-Love mantém a riqueza de seu cinema através de uma disfarçada simplicidade, e mostra uma Índia a ser descoberta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s