Samy e Eu

Publicado: dezembro 6, 2020 em Cinema
Tags:,

Samy y Yo (2002 – ARG)

Um típico produto do cinema argentino do início dos anos 2000, quando eles conquistaram o mundo (o circuito alternativo do  Brasil então…) com doses de humor e narrativas populares, além, é claro, de Ricardo Darín.

Dirigido por Eduardo Milewicz, uma comédia de crises amorosas e familiares, e também um olhar para a crise dos 40 anos. Aqui a história é de um roteirista de tv, de vida estagnada e crise existencial, que tem a vida revirada quando aparece uma colombiana maluquinha e transforma o tímido e atrapalhado em sucesso frente as telas. Além das interações românticas e/ou divertidas entre Cepeda-Darín, há ainda no filme essa crise da idade, a complexidade das relações familiares (mae-filho, pai-filho), tudo travestido de momentos cômicos de todo tipo que são o combustível da história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s