O Homem que Vendeu Sua Pele

Publicado: outubro 11, 2021 em Cinema
Tags:

The Man Who Sold His Skin (2020 – TUN)

Um dos indicados ao Oscar de Filme Internacional, o trabalho de Kaouther Ben Hania adapta um caso real, inserindo um contexto romântico-político, que cabe perfeitamente na trama. Um refugiado sírio aceita vender sua pele para arte, ou melhor que façam uma tatuagem em suas costas e que fique em exibição em museus. Em contrapartida, oportunidade de chegar à Europa, onde vive sua amada que acabou num casamento arranjado.

Como fica a vida e a liberdade desse homem? E a sensação de exploração de um refugiado, como seria recebido esse acontecimento em sua comunidade, ou em sua família? São todos temas explorados, por mais que o filme prefira a questão amorosa como mote central, logo o tópico mais explorado pelo cinema. Ainda assim há bastante para sucitar tais questões e questionar se há limites de exploração para a arte, a banalidade dos milionários “apreciadores” ou meros-exibidores, ainda que o filme explore muito pouco do personagem central.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s