Os Verdes Anos

Publicado: outubro 22, 2021 em Cinema, Mostra SP
Tags:,

Os Verdes Anos (1963 – POR)

Com a estreia de Paulo Rocha nascia a nouvelle vague portuguesa. O jovem que chega a Lisboa a ganhar a vida e se apaixona pela garota que trabalha como doméstica, ela se torna tudo a ele. O cineasta português encanta pela simplicidade, mesmo que seja um filme sobre frustração. E tal sentimento está nas expectativas não atendidas tanto financeiramente, quanto amorosas. Rocha os filma caminhando pela cidade, uma cidade em transformação, só que se ele pega emprestado ideias do movimento que revolucionou o cinema francês. Ele também incorpora algo genuinamente português, que é menos criativo e visceral, e mais açucarado, e mais íntimo. Sem falar em mais ingênuo, e o narrador (o tio do personagem, dono da hospedagem onde o jovem de dezenove anos se abriga) é astuto em apontar os indícios do rumo, quase anunciado, dessa ambição, desse amor, da pressa por realizar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s