Wolfsburg

Publicado: fevereiro 18, 2022 em Cinema
Tags:

Wolfsburg (2003 – ALE)

A cada filme Christian Petzold vai apurando seu elegante estilo narrativo. Neles os romances são todos marcados por alguma grau de firmeza e quase sempre sugerem relações pouco promissoras, até aqui seus personagens vem sempre marcado por crimes ou questões éticas questionáveis, e com esse filme não vai ser diferente.

Wolfsburg, cidade com maior PIB da Alemanha, fruto da força da indústria automobilística. De um lado um vendedor de carros de luxo que se envolve num acidente, e foge. De outro a mãe do garoto acidentado, que leva a vida trabalhando num supermercado. O peso da culpa por fugir o leva a investigar, se aproximar deles, tentar ajudar uma família bem mais humilde que sua vida. Intrigante como ambos personagens centrais tem relações amorosas conflituosas em seu trabalho, ela recebe convites para sair com seu chefe, enquanto ele trabalha na concessionária da família da noiva.

Essa culpa misturada com uma atração muito mais ligada à solidão do que algo físico os aproxima, enquanto isso as questões sociais estão à beira da trama. Cada passo da história é comedido, vagaroso, eles pouco falam, Nina Hoss de cabelos pretos enaltede esse quê de melancolia, de desesperança, que o filme carrega até chegarmos ao grand-finale e Petzold mostrar porque é um dos grandes cineastas da atualidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s