Posts com Tag ‘Alan Parker’

cinzasdeangelaAngela’s Ashes (1999 – RU) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Em alguns filmes sobre a máfia nos EUA (Scorsese, por exemplo) já vimos os casos dos irlandeses que imigraram para a América. Sempre pegamos o caminho já percorrido, os filhos dos imigrantes se envolvendo com os mafiosos do bairro. O filme de Alan Parker pega um pouco do caminho inverso, os irlandeses vieram, mas resolveram voltar depois que um dos filhos morre de frio. Década de 30, a Irlanda em frangalhos, revolta contra os ingleses, a presença marcante do IRA.

Parker narra, de forma bem clara e dramática, o drama dessa famila pobre que retornara a sua cidade natal. O pai alcoolatra e vagabundo (Robert Carlyle), a mãe passiva (Emily Watson), e os filhos que não param de nascer se se amontoam entre a fome a miséria. Mais um daqueles filmes duros, que condensam o máximo de tragédias possíveis, não oferecendo nenhum consolo a seus personagens, e nada além de uma narrativa tradicional ao seu público. Ainda assim, capaz de comover por tamanha dureza na vida.

ofantasticomundododrkellogThe Road To Wellville (1994 – EUA) estrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Biografia do excêntrico médico inventor do cobertor elétrico, da pasta de amendoim e do corn flakes não poderia ter sido pior contada pelo diretor Alan Parker, mesmo contando com um elenco de estrelas. O tom de comédia sem graça, com pequenas histórias paralelas que pouco se relacionam, são alguns dos fatores que atrapalham a trama, que tem como centro nervoso a clínica criada pelo Dr. John Harvey Kellog (Anthony Hopkins).

O vegetariano Kellog fundou uma clínica para tratamento de males estomacais e intestinais. Lá utilizava métodos e estranhas invenções para a cura dos doentes. Entre as exóticas invenções do doutor, nessa clínica, está aquela que marcou seu nome, o corn flakes, que seu irmão industrializou. A história descamba com a chegada à cidade do vigarista Charles Ossining (John Cusack) que veio para criar uma fábrica de corn flakes patrocinado por sua tia. Enquanto isso, Will Lightbody (Matthew Broderick) vem com sua esposa (Bridget Fonda) para ser tratado na clínica. Outra vertente dessa história é a do filho adotivo, e problemático, do Dr. Kellog, George Kellog (Dana Carvey).

A comédia sem noção se divide entre as peripécias de Charles para criar a fábrica, as rebeldias de George, as confusões no tratamento de Will e as experiências de sua esposa com um médico espertalhão, personagens caricatos, humor barato e constrangedor. Uma das maiores bombas do mundo.