Posts com Tag ‘Álex de la Iglesia’

Perfectos Desconocidos / Perfect Strangers (2017 – ESP) 

Outra obra provocativa do diretor espanhol Álex de la Iglesia, que mantém sua marca de um cinema de ritmo acelerado, cores fortes e diálogos críticos e satíricos. Dessa vez se aproveita de um tema que ainda será clichê, afinal os perigos da da quebra dos segredo por comta da tecnologia parece óbvio, destruindo amizades e relacionamentos.

A trama marca um jantar de sete amigos, numa noite de eclipse de sangue, quando um deles propõe um jogo, que todos coloquem seus celulares à mesa e leiam todas as mensagens, atendem todas as ligações, para que todos ouçam. Crises matrimoniais e casos de infidelidade se misturam com outros segredos familiares e um festival de descobertas cujos amigos de décadas jamais poderia imaginar. Elementar em sua proposta, Iglesia diverte mais por seu estilo saboroso em filmar.

Anúncios

las-brujas-de-zugarramurdiLas Brujas de Zugarramurdi (2013 – ESP) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Multipremiados nos prêmios Goya por suas qualidades técnicas, o novo trabalho de Álex de La Iglesia marca seu retorno ao sobrenatural-tragicômico, um temperinho espanhol naquela sopa que Robert Rodriguez faz em Hollywood. A história resgata a Inquisição Espanhola do século XVII, mulheres espanholas que foram acusadas de bruxaria na região de Zugarramurdi.

La Iglesia manda seus assaltantes fantasiados em fuga exatamente para esse local, perseguidos pela polícia e pela ex-esposa de um deles (detalhe, o filho pequeno estava no assalto, há cena de crise conjugal via telefone enquanto fogem, constrangedor). Ali encontram bruxas, e fugir torna-se um Deus nos Acuda, com todos os clichês possíveis: de bruxa que se apaixona até rituais macabros de sacrifício. Cinema de exageros, sejam eles nos acontecimentos ou visuais, que tenta resgatar na comédia um charme que ofilme verdadeiramente não tem. As bruxas de Zugarramurdi não “sensualizam”, o roteiro não colabora com os heróis, e o filme nunca decola.

Joshua Oppenheimer• Act of Killing: entrevista com o diretor (Joshua Oppenheimer) de um dos melhores filmes do ano, sem sombra de dúvidas [BFI]

• Batman vs. Superman: nem bem o filme do Homem de Aço chegou aos cinemas e já estão especulando nomes de peso para o anunciado filme, veja a lista [Collider]

• San Sebastian: o festival espanhol soltou essa semana alguns dos filmes, entres eles os novos de Alex de la Iglesia e Denis Villeneuve, que estarão na próxima edição [San Sebastian]

• David O. Russel: trailer e entrevista com o diretor sobre seu novo filme, America Hustle, desde já um dos favoritos a emplacar muitas indicações ao oscar [In-Contention]

• Procura-se: lista com 15 filmes, muitos deles que estarão na Competição em Veneza, e que ainda procuram por distribuidores. [In-Contention]

• Elysium: trailer legendado no ar, com Matt Damon, Jodie Foster, Wagner Moura e Alice Braga [Cinema Uol]

La Chispa de la Vida (2011 – ESP/FRA)

Com dois temas atuais, bem condensados, o cineasta Álex de la Iglesia nos entrega um filme urgente, divertido e altamente crítico, sem perder sua linha de exageros. Desemprego na Europa e reality shows, juntos temos uma trama envolvendo jogo de interesses, ambição, e, até mesmo, a sobriedade de quem está numa situação limite e, ainda assim, consegue agir com sobriedade e respeito a sua moral.

Um acidente, alguém desesperado, o resgaste televisionado ao vivo. A soma desses ingredientes parece o resumo dos meios de comunicação atuais, Iglesia consegue dramatizar essa união, criar um espetáculo cruel e carregado de absurdos, coisa que só a TV atual poderia realmente fazer. E o tom de sátira permite a ele abusar, criar o exagero que tornará seu filme um deboche engraçado, uma crítica contumaz e de fino bom-gosto.