Posts com Tag ‘Alison Lohman’

 Where the Truth Lies, 2005 – EUA) 

O desejo de Atom Egoyan era fazer um filme noir, o desejo de Karen O’Connor (Alison Lohman)era desvendar um caso obscuro no passado de seus dois grandes ídolos. O desejo de Vince Collins (Colin Firth) é dinheiro para desfrutar da vida confortável a qual se acostumou. Já Lanny Morris (Kevin Bacon) não mudou muito com o passar do tempo, seus desejos ainda giram entre sexo, fama, e sucesso.

Egoyam inventou demais no seu filme noir, algumas coincidências no roteiro, mais atrapalham do que causam espanto ou ajudam (aliás são tantas que causam até enjôo). O clima ora parece bastante arranjado e ora surge perdido. E as insistentes narrações em off, teimam em considerar o espectador como incapaz de compreender a trama, além de oferecer um clima doce demais, quase uma fábula infantil.

O personagem interpretado por Colin Firth talvez seja o maior dos enganos estratégicos de Atom Egoyan. Todos os filmes dão maior visibilidade a personagens como o de Kevin Bacon, e Egoyan acaba caindo na vala comum quando poderia ter dado destaque a ótima composição de personagem feita por Firth. Um excelente trabalho para um tipo: comedido, mascarado, fraco e egocêntrico, Firth rouba cenas com seu falso-coadjuvante. Alison Lohman é linda, desfila sensualidade, Egoyam não lhe pede mais, poderia.

Toda seqüência de Lanny Morris cantando no hotel enquanto Vince faz um “servicinho” é bárbara, e acaba sendo a grande exceção a tudo. Fato é que esse lado negro do mundo artístico sempre desperta interesse, mesmo que as verdades não sejam tão inquietantes assim.