Posts com Tag ‘Ari Folman’

ocongressofuturistaLe Congrès / The Congress (2013 – ISR/BEL/FRA/EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

O cineasta israelense Ari Folman continua aproveitando de formatos pouco explorados, a seu favor. Da mistura de animação com falso documentário, no ótimo Valsa de Bashir, agora em sua livre adaptação do livro de Stanislaw Lem, num misto de live-action com animação adulta, e uma corrosiva crítica a Hollywood e ao culto do estrelato.

Robin Wright é uma das produtoras do filme, e ela expõe sua própria vida e carreira em favor de sua personagem. Interpreta a si própria, uma atriz de mais de quarenta anos, que foi promessa de talento e se escondeu atrás de seus fracassos. Surge a proposta de abandonar a carreira, em troca uma fortuna, ela seria escaneada e o estúdio aproveitaria sua imagem para o tipo de filmes que quisesse. Vinte anos mais tarde um Congresso, pílulas que transformam todos em animações e levados a um lugar onírico (onde Michael Jackson é garçom, por exemplo).

A crítica duríssima de Folman, na fase live-action, com Robin Wright representando mais que si mesma, e sim a imensa maioria da classe artítistca que fracassa em suas escolhas, ou na necessidade de gerar sua imagem, acaba dissipada por um universo de fantasia excêntrica regada a alucinações coletivas. O ácido parece emanar das animações, e desestabilizar a proposta ácida e corajosamente corrosiva que Folman e Wright se dispunham a compactuar..

Anúncios

globodeouroindicacoes• Globo de Ouro, sai essa semana a lista de indicados. 12 anos de Escravidão e Trapaça foram os destaques [Screen Daily]

• E no SAG, 12 Anos de Escravidão, de novo, na frente [Screen Daily]

• Seguindo com as premiações e listas de melhores do ano, AFI – American Film Insitute divulgou seus 10 melhores de cinema e tv [AFI]

• Já o LAFCA – Los Angeles Film Critics Association quis ser diferente, elegeu Gravidade e Her como os melhores do ano [LAFCA]

• Ari Folman irá dirigir adaptação do livro Os Diários de Anne Frank [Cineuropa]

• Os 25 Melhores Filmes do ano de acordo com [Slant Magazine]

• Favoritos ao Oscar: Trapaça (American Hustle), de David O. Hussel [Metacritic] [Slant Magazine] [NY Times]

• Festival de Rotterdan 2014: Riocorrente, de Paulo Sacramento, é um dos 5 filmes já selecionados para a competição principal [Screen Daily]

• A campanha para a indicação de O Som ao Redor, na entrevista com Kleber Mendonça Filho [UOL Cinema]

• Os Coen e George Clooney, juntos em novo filme [Omelete]

• Entrevista com Uberto Pasolini, diretor de Uma Vida Comum / Still Life [Cineuropa]

lars_nynphomaniac• Lars Von Trier mais marqueteiro do que nunca, aproveitando até das suas polêmicas burradas para promover seu novo filme [IndieWire]

Não acredito! Chega, chega! Arnold Schwarzenegger resolveu ressuscitar seus filmes e fazer continuações de Conan, O Exterminador do Futuro e não para por ai. [The Guardian]

• Entrevista com Ari Folman, diretor de Valsa com Bashir, e que fez sucesso em Cannes com sua nova animação, The Congress [Slant Magazine]

• E Maio parece que virou o mês Legião Urbana no cinemas, com Faroeste Caboclo e a biografia Somos Tão Jovens, eis que aparece um curta (que passou em Cannes), baseado em Pais e Filhos. [Pop! Pop! Pop!]

• Próximo projeto de Paul Thomas Anderson cada vez mais recheado de grandes estrelas, o protagonista será Joaquin Phoenix, e quem agora assinou contrato foi Josh Brolin. [AdoroCinema]

• Nos cinemas já está rolando trailer de um dos melhores filmes do ano, o português Tabu chega em Junho ao Brasil [AdoroCinema]

Este slideshow necessita de JavaScript.

A primeira exibição de filmes da competição ocorreu ontem à noite, e hoje a abertura oficial das demais mostras paralelas. Dia de filmes elogiados, mas nenhum que o frisson fosse geral (quer dizer, na sessão noturna sim, mas esse só tem no post de amanhã). O italiano Salvo abriu a Semana da Crítica, e aparentemente passou em branco. Mas calma, o festival está apenas começando.

________________________________________________________________

THE BLING RING

theblingring

Sofia Coppola parte de um artigo da Vanity Fair sobre um bando de jovens, se aproveitando das redes sociais para assaltar mansões de celebridades em Hollywood (Paris Hilton, por exemplo). Mais um capítulo de seus estudos de juventude x solidão? Cheirando a cult para um público mais jovem.

Críticas: The Guardian – Little White Lies – Film Comment

Termômetro: de olho

________________________________________________________________

HELI

heliComeçou apanhando da crítica no Twitter, logo após a sessão de ontem à noite. Depois, algumas críticas um pouco mais animadoras. Basicamente, um filme chocante do mexicano Amat Escalante, com muitas cenas de violência explícita enquanto aborda o eterno tema do tráfico de drogas. Comentários o situam entre Reygadas, Brillante Mendoza e o toque sádico de Anticristo (Lar Von Trier). Parece que muitos abandonaram a sessão, foi o primeiro da Mostra Competitiva.

Críticas: HitFixUOL Cinema – Little White Lies

Termômetro: morno

________________________________________________________________

JEUNE ET JOLIE

Young and Beautiful aka Jeune et Jolie film stillO outro competidor da mostra principal foi François Ozon. Contando a história de uma jovem que da primeira experiencial sexual, num romance de verão, parte para a prostituição de luxo, vivendo uma vida-dupla escondida de sua família. Os comentários falam de mais um filme de  Ozon com elegância, porém um Bela da Tarde adolescente.

Críticas: Cine-VueScreencommentLittle White Lies

Termômetro: de olho

________________________________________________________________

THE CONGRESS

thecongressEntre a animação e o live-action, e com uma história bem inventiva, está de volta Ari Folman a Cannes. Abriu a Quinzena dos Realizadores e transformou várias estrelas do cinema em personagens animados, com Robin Wright estrelando seu filme, e novamente agradando a maioria. Bom humor e um mundo onde atores precisam se tornar animações para manter suas carreiras.

Críticas: HitFixRoger Ebert – IndieWire

Termômetro: de olho