Posts com Tag ‘Cara Seymour’

Dancer in the Dark (2000 – FRA) 

Câmera na mão, trepidante. Enquadramentos fora do padrão, com planos fechados e rostos cortados, Lars Von Trier está por trás de mais uma direção. O acerto do tom cinemoatográfico é de suprema importância ao resultado final, a escolha da intensidade de carga dramática pode produzir fiascos impensáveis ou sucessos inesperados. Vejo como principal acerto desse filme o tom, a precisão cirúrgica com que Lars Von Trier (que também assina o roteiro) conduziu seu musical. Fugindo das fórmulas do gênero e acrescentado camadas em sua interpretação moral da humanidade.

Claro que vindo desse cineasta ninguém esperaria os tais padrões do gênero, mas o detalhe curioso é que ele utiliza os musicais de Hollywood como arma em sua história. Sua protagonista é uma imigrante do Leste Europeu, morando nos EUA com seu filho. Ela nutre paixão especial por musicais, sonha acordada com situações de seu cotidiano, transformando-se em seqüências cantadas, com sapateado.

Selma (Bjork) está perdendo a visão, sofre de uma doença que a deixará cega em pouco tempo. Seu filho tem o mesmo problema, mas pode ser operado. Para isso, ela trabalha duro numa fábrica de chapas de inox, economiza cada dólar para a operação do filho. O filme reserva personagens de caráter distintos, a luxúria sem limites desperta a reviravolta na história, enquanto alguns demonstram solidariedade infinita.

Esse antagônico comportamento é a maneira como Lars Von Trier vê a sociedade americana, como se o american way of life de décadas passadas pudesse ser alcançado a todo custo. A pureza daquela heroína não é corrompida, seus valores permanecem, mas as aparências são o que de mais credibilidade há naquela sociedade. É um filme delicado, parcial em sua maneira autoral de ser, o tom nada melodramático mascara a poderosa crítica contra o Imperialismo. Ou por que vocês acham que a coitadinha imigrante da Tchecoslováquia, cega, pobre, simples, e íntegra (não ingênua) sofre tanto por culpa da ganância alheia, exatamente no país das oportunidades?