Posts com Tag ‘Christopher Eccleston’

The Others (2001 – ESP/EUA/FRA) 

O marido foi lugar na Segunda Guerra Mundial e Grace (Nicole Kidman) vive com os filhos numa mansão afastada nas Ilhas Jersey. As crianças sofrem de uma doença rara que não lhes permite exposição a luz do sol, por isso as janelas estão sempre fechadas, a iluminação toda a base de velas. Todos os empregados simplesmente partiram, sem maiores explicações, e três desconhecidos, se dizendo serem antigos empregados da casa, batem à porta pedindo emprego. As crianças dizem ver fantasmas pela casa, a mãe, religiosa fervorosa, não acredita e o conflito é inevitável.

Bem destacável a direção de Alejandro Amenábar, e sua capacidade de resgatar o clima de terror dos filmes dos anos quarenta, sem pieguice. A narrativa lenta, a atmosfera de suspense, a iluminação sombria, e, acima de tudo, a maquiagem das crianças – os rostos sem cor, os lábios vermelhos destoando da pele branquela, são essenciais para a imersão do público. O som de portas rangendo, os figurinos, o clima criado naquelas breu danado. Os Outros é uma das gratas surpresas do ano, com Kidman dominante tanto nas cenas dramáticas, quanto no suspense, uma atuação marcante. O desfecho e seu plot twist fica para os vinte minutos finais, quando a velocidade narrativa aumenta e as respostas começam a esclarecer o que se passa naquela mansão.

60segundosGone in Sixty Seconds (2000 – EUA) estrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Remake de um filme homônimo de 1974. Dominic Sena dirige o filme entre muita fumaça, carros esportivos e testosterona. Uma gangue espetacular que rouba os carros, mais caros, em menos de 60 segundos, como se estivessem abrindo uma lata de sardinha. Entre tantos roubos e fugas alucinantes, uma lenga-lenga amorosa, longe de qualquer glamour que o original possa ter. O irmão (Giovanni Ribisi) do mais prolífero assaltante de carros, Memphis (Nicolas Cage), está em apuros, e a lenda convoca seu antigo time para ajudar. São 50 carros para serem roubados, numa única noite, incluindo Eleanor (cada carro ganho um apelido com nome de mulher, e esse é a pedra do sapato de Memphis). O filme vem antes de Velozes e Furiosos, que talvez seja mais honesto e competente no lidar com carros. Este 60 Segundos é só outro clichê caça-níquel dos filmes de ação.