Posts com Tag ‘Claude Lelouch’

Os Melhores Anos de uma Vida

Publicado: julho 20, 2021 em Cinema
Tags:

Les Pus Belles Années D’Une Vie / The Best Years of a Life (2019 – FRA)

Nostalgia é o combustível que Claude Lelouch usa para resgatar, novamente, os personagens do filme que marcou sua carreira. Ele não economiza em reutilizar cenas e mais cenas do clássico Uma Homem, Uma Mulher. O galanteador piloto agora vive num asilo e passa o dia a recordar daquele amor vivido ou de overdoses de sonhos. A trilha em piano intensifica aquele clima de calmaria e de melancolia romântica, e os diálogos estão sempre indo pouco além desse relembrar de histórias vividas.

Mas, essa nostalgia até que funciona a quem descobriu o filme clássico, o reencontro de Anouk Aimée e Jean-Louis Trintignant sempre guarda um sabor especial, mesmo num filme que nem se esforça muito. Os gracejos dele, o mexer no cabelo dela, há no casal um magnetismo que se torna, facilmente, a única razão de desistir desse filme.

longedovietnaLoin du Vietnan (1967 – FRA) estrelaestrelaestrelaestrelaestrela_cinza

Como é a grande a oferta de critica e opiniões, nos dias atuais, que tentam ser contundentes, trazer à tona a verdade, o horror da guerra, o terror. Melodramas aproveitadores aos montes, deles pouca contundência e criatividade. Até que, às vezes, você acaba se deparando com um trabalho como esse, idealizado por Chris Marker, no meio da Guerra do Vietña, uniu outros diretores de cinema e constroem um filme protesto tão legítimo, complexo, político e decisivo.

Alains Resnais, Jean-Luc Godard, Agnès Varda, Claude Lelouch, William Klein e Joris Ivens, filmando a Guerra, os protestos, os vietcongs. Comunista por excelência, esse misto de documentário e cenas gravadas com poderosos diálogos é uma pequena pérola anárquica, um ode à paz e a liberdade. Conta em detalhes as tramas políticas da sucessão da França pelos EUA na Indochina e Vietnã, a guerrilha do dia-a-dia dos colonos frente o poderio bélico dos americanos.

É um raio-x impressionante, um resumo de conflito descabido, cujas opiniões são expressadas de maneira poética, anárquica, verborrágica, e dentro da mais clarividência da situação político-cultura da época. Um planeta em plena ebulição que resultaria nas revoluções estudantis do ano seguinte.