Posts com Tag ‘Diego Lerman’

Una Especie de Familia (2017 – ARG) 

Adotar um bebê recém-nascido não é prática tão incomum na América do Sul, por mais ilegal que a prática seja. O argentino Diego Lerman eleva um desses casos as últimas consequências, com personagens desesperados, outros aproveitadores, e outras situações que apenas aumentam a possibilidade de desequilíbrio numa situação-limite.

É realmente interessante a discussão, os dilemas morais e a dor da separação da mãe biológica são questões discutíveis, mas Lerman prefere o exagero, opta por colocar sua protagonista cada vez mais desesperada e isolada (marido viajante, chantageada, acidente de carro), um pouco de mais para uma familia que está prestes a adotar um bebe, e portanto dar uma guinada total em sua rotina. Por outro lado, é um cinema de fácil conexão co o público, com temas populares e factíveis.


Festival: San Sebastian

Mostra: Competição Principal

Prêmios: Melhor Roteiro

La Mirada Invisible (2010 – ARG)
 
As histórias sobre ditaduras latino americanas são incansáveis, inesgotáveis. Diego Lerman utiliza o contexto político apenas como pano de fundo, toda a ação se passa numa escola comandada pela rigidez. O veículo da trama é a jovem professora Marita (Julieta Zylberberg) que leva a rigidez disciplinar ao pé da letra, fruto da sua própria educação reprimida, do âmbito familiar conservador. O ponto chave é a sexualidade, a reprimida Marita luta para controlar seus desejos libidinosos pelos alunos adolescentes, não sabe lidar com seus desejos, enquanto Lerman também mostra não saber lidar com o tema, com os personagens, não cria nada além de cenas rigorosas e silêncios que nada perpetuam ao filme. Ao contrário, os jogos de olhares mais atrasam a personagem no tempo, levando-a décadas atrás, onde o desejo substituía o voyeurismo.