Posts com Tag ‘Eric Bana’

Hulk

Publicado: junho 27, 2013 em Cinema
Tags:, , ,

hulkHulk (2003 – EUA) estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza

Ainda quebrando a cabeça para entender tantas críticas que recebeu a versão do Ang Lee, para o nosso herói verde. Afinal, até reboot deram na franquia (que também naufragou por enquanto). Os conflitos do personagem estão lá, bem desenhados, desenvolvidos. A questão com o pai, a mutação genética, sua grande paixão (Jennifer Connelly).

A chuva de críticas recaem, principalmente, na questão gráfica. Quando, Eric Bana, sai de controle e se tranforma no Hulk. O monstrengo verde não agradou. Como eu sou daqueles que critico a transformação do cinema em mero espetáculo pirotécnico de efeitos especiais, as possíveis deficiencias foram facilmente absorvidas pelas interessantes divisões de tela que trazem um aspecto de HQ todo especial ao filme.

Ang Lee se utiliza muito do recurso, até brincando com o plano contra-plano, trazendo dinamismo à narrativa, criando uma nova forma de estrutura. Ele também explora uma quase inexistência de vilão (Nick Nolte com cara de Nick Nolte da vida real), antes do filme partir para o(necessário) lugar-comum do cinema de heróis com questionamentos dos governantes e as lutas que destroem Nova York.

Hanna

Publicado: outubro 2, 2011 em Uncategorized
Tags:, , ,

Hanna (2011 – EUA/ING/ALE)

Para começar, gostaria de fazer um pedido, para que Joe Wright volte aos filmes de época (se bem que ele está filmando Anna Karenina, então obrigado desde já). Porque desde que ele saiu desse tipo de filmes, é uma bomba pior que a outra. Este aqui então chega ao fundo do poço, duro de aguentar a história em si e as inverossimilhanças desse misto de Nikita e Nell. A garota (Saoirse Ronan) passa 16 anos numa floresta gelada com o pai (Eric Bana), sendo preparada para matar, e principalmente se vingar da agente que matou sua mãe (Cate Blanchett). E quando sai de lá dá um nó na CIA do jeito que só o Rambo daria. Contar mais seria ficar repetindo as críticas sob os absurdos do filme, brincar de unir DNA modificado com os livros dos irmãos Grimm não deu certo.

falcaonegroemperigoBlack Hawk Down (2001 – EUA) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Ridley Scott parte para o cinema verdade. O exército americano intervindo durante a Guerra Civil na Somália. Uma operação preparada para prender dois líderes da guerrilha, toda a operação não deveria durar mais que uma hora. A resistência acaba sendo mais eficiente do que se esperava, dois helicópteros são abatidos e a luta para salvar os soldados dura mais de quinze horas pelas ruas da cidade. Saldo de dezenove americanos e centenas de somalis mortos. Scott gravou seu filme como um documentário in loco, acompanhando a guerra real. As cenas são duras e sangrentas, a fotografia escura e os uniformes confundem um pouco os soldados, o ritmo alucinante vem da câmera na mão, tremendo sem parar. Pequenos becos, o medo do ataque inimigo.

Há os toques de sentimentalismo e patriotismo americano, afinal é um filme de Ridley Scott. O elenco, uma constelação de promissores astros (Eric Bana, Josh Hartnett, Ewan McGregor, Orlando Bloom). Soldados encurralados enquanto os somalis lutam por um pouco de comida, pela situação tão precária de seu país. Os três soldados perdidos até trazem um ar cômico, mas o ritmo é mesmo de metralhadoras disparando, e ferimentos que doem no público de tão “reais”.