Posts com Tag ‘Festival Varilux’

renoirRenoir (2012 – FRA) estrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Gilles Bourdos se preocupa bastante em equiparar a fotografia ao estilo de pintar de Renoir (Michel Bouquet), em transformar cada cenário num típico cenário dos quadros do mestre impressionista, esquece de fazer o filme. Uma musa (Christa Theret) nua servindo de modelo, Renoir com dores nas mãos e a volta do filho (Vincent Rottiers) da guerra (o cineasta Jean Renoir), tudo isso narrado de forma tão sol ta e leve que não tem a menor representatividade.

Um grande desperdicio da relação pai-filho, da insinuação de um triangulo amoroso, dos últimos dias de vida do pintor e das razões que levaram Jean Renoir se tornar cineasta. Os temas passam pela frente de Gilles Bourdos e ele vai, simplesmente, perdendo chances e mais chances.

camille_claudel_1915Camille Claudel 1915 (2013 – FRA)

Bruno Dumont não está preocupado com a biografia de Camille Claudel (Juliette Binoche), ele até tem o cuidado de situar o público,com breves resumos sobre a vida da escultora e namorada de Auguste Rodin, no início e final do filme. Seu interesse está na questão religiosa (tema recorrente em seus trabalhos) que determinou a exclusão da vida social de Camille em suas últimas três décadas de vida.

O fervor católico do irmão aprisiona Camille num hospício. Entre tanta gente maluca, que baba e geme, fica dificil manter a mente sã, e ela sofre. Sofre com seu temor de ser envenenada, com o isolamento, a distancia da vida social.

camilleclaudel1915_2É o filme mais convencional de Dumont, também o mais contido, não que isso o torne acessível, pelo contrário. Passamos quase o tempo todo desgastados com a tristeza e lágrimas de Camille, uma vida dolorosa e indigesta, até que em duas cenas (o encontro entre os irmãos e a conversa com o médico) sucitam os a temática de Dumont, a crueldade das convicções humanas.

COTAÇÃO:estrelaestrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinza