Posts com Tag ‘Lesley Ann Warren’

The Limey (1999 – EUA) 

Steven Soderbergh é esse nome que saiu do sucesso imediato nos festivais, à popularidade instantânea com suas indicações ao Oscar. Figura de cinema inquieto, capaz de ir do popular ao indie, entre um filme e outro. Veremos o que essa fama, e quase unanimidade, fará dele nos próximos filmes. Entre um Erin Brockoviche e um Traffic, ele lança um filme menor, folhetinesco, cuja a forma de contar a história é muito mais interessante do que seu simples desenrolar.

Wilson (Terence Stamp) é o criminoso profissional inglês, que após sair da cadeia, viaja a Los Angeles em busca de vingança. Há um mês, sua filha morreu em um acidente de carro. Ele acredita que foi assassinato e vai atrás dos culpados. Num ritmo narrativo lento, com idas e vindas temporais, entendemos mais desse tipo estranho que é Wilson, homem sombrio, objetivo e sem medo ou pudor. Nitidamente,é perceptível a mão de Soderbergh na direção, a forma estética, o jogo de câmeras, fotografia, tudo lembra muito os filmes mais consagrados do diretor. O roteiro é bem fraco mesmo, o charme está em Terence Stamp e nessa forma, longe do mainstream, que Soderbergh conduz seu filme, como, por exemplo, nas cenas em flashback de Wilson, que são cenas retiradas de outro filme, A Lágrima Secreta de 1967), e encaixam-se perfeitamente ao todo.

apaixaodasuavidaBaja Oklahoma (1988 – EUA) estrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Telefilme sobre o mundo country, com Julia Roberts em início de carreira. Daqueles contos de fada adultos sobre o sonho de ser artista em detrimento as dificuldades da vida comum. Juanita Hutchens (Lesley Ann Warren) é uma garçonete que mora com sua filha de 18 anos, Candy Hutchens (Julia Roberts), e que vive perseguindo o sonho de se tornar compositora de músicas country. Outro de seus dilemas é não encontrar um homem que combine com ela, vive sendo largada desde a juventude.

Volta à cidade Slick Henderson (Peter Coyote), namorado de Juanita há 20 anos, por conta do falecimento de seu pai. Ele (re) apaixona-se por Juanita e fará de tudo para conquistá-la. Uma espécie de amor e repulsa divide Juantita entre seus sentimentos e a lembrança de ter sido trocada por ele no passado. O experiente diretor de TV, Bobby Roth usa de todos os clichês possíveis. Tudo é óbvio, precário, desde as ações de Juanita, até a forma de ela conseguir emplacar um sucesso. Tudo cercado pela atmosfera country e as aparições de alguns astros do gênero como Willie Nelson.