Posts com Tag ‘Luiz Bolognesi’

E para encerrar a seção de melhores de 2013, o cinema brasileiro tem uma produção diversificada que merece uma atenção especial.

osomaoredor

 

  1. O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho
  2. Faroeste Caboclo, de René Sampaio
  3. Cine Holliúdy, de Halder Gomes
  4. Uma História de Amor e Fúria, de Luiz Bolognesi
  5. A Floresta de Jonathas, de Sérgio Andrade

 

Anúncios

umahistoriadeamorefuriaUma História de Amor e Fúria (2013) estrelaestrelaestrela1_2estrela_cinzaestrela_cinza

Da época do Descobrimento do Brasil até o final do século XXI, Luiz Bolognesi tenta condensar quase 600 anos de história do nosso país em 4 pequenas histórias, em que o mote é a lamentação da humanidade preferir a fúria ao amor. A beleza gráfica e o didatismo narrativo são características que saltam aos olhos, enquanto o 2D (acrescido de CGI) formam um agradável aspecto fugindo dos padrões mais utilizados nas animações atuais, a narrativa demasiadamente rasa e explicativa absorve grande parte da força que a trama poderia galgar.

Pequenos fatos históricos, prevalecendo sempre o conflito entre o dominador e dominado, e no meio da confusão a história de amor entre o narrador imortal (Selton Mello) e sua Janaína (Camila Pitanga). Índios e navegadores europeus, o povo e os militares, o período da ditadura, e no futuro, quando a água seria o petróleo dos dias atuais, séculos de conflitos e sangue escorrendo. Faz justiça a história desse país de tantas injustiças e já nos previne para um futuro que pode não ser nada pacifista e igualitário.