Posts com Tag ‘Matt Damon’

Este slideshow necessita de JavaScript.

Michael Douglas chorando ao lembrar do câncer na garganta curado recentemente, Matt Damon dizendo que tem algo em comum com Sharon Stone e Demi Moore (ter beijado Douglas), fora Soderbergh voltando a falar em aposentadoria que promete a cada novo filme, coletiva de imprensa deve ter sido animada.

Outro filme com sua presença questionada na competição principal foi o de Valeria Bruna-Tedeschi, enquanto a ausencia de Claire Denis e Hany Abu-Assad, todo ano essa história, incompreensível em muitos casos.

______________________________________________________________

BEHIND THE CANDELABRA

behindthecameraSteven Soderbergh está em Cannes, com um filme produzido pela HBO, contando a vida do extravagante musico americano Liberace que escondeu sua luta contra a AIDS até o fim de seus dias. Michael Douglas encarna o pianista, enquanto Matt Damon assume o papel de namorado. Cenas de beijos e sexo entre os astros não vão faltar, Douglas cotado para o prêmio de melhor ator.

Críticas: Cine-VueTwitchUOL Cinema

Termômetro: morno

______________________________________________________________

LA GRANDE BELLEZZA

lagrandebellezzaChegou a vez de Paolo Sorrentino entrar na competição, muitos elogios (desconfio) para sua revisão do clássico A Doce Vida, de Fellini Novamente contando com Toni Servillo no personagem principal, dessa vez o cineasta italiano vislumbra a história da Itália, até sua decadência. Sabrina Ferilli surge como postulante ao prêmio de melhor atriz.

Críticas: Revista Continente – VarietyO Globo

Termômetro: morno

______________________________________________________________

UN CHATEAU EN ITALIE

un-chateau-en-italieO filme anterior de Valeria Bruni-Tedeschi foi Atrizes, e pelos comentários seu cinema segue a linha da “força nas interpretações”. No elenco Louis Garrel, Silvio Orlando, Filippo Timi e Xavier Beauvois. A própria diretora assume papel de uma atriz pertencente a uma familia de posses detentora de um castelo na Itália, cuja herança está sendo repartida, mas um dos familiares é contra o processo.

Críticas: Roger Ebert.com – El País – RTP-Cinemax

Termômetro: pé atrás

True Grit (2010 – EUA)
 
Comparada a toda obra dos irmãos Coen, esta refilmagem do western homônimo que consagrou com Oscar a carreira de John Wayne, é um filme bem convencional, de narrativa direta e personagens típicos (e sem o humor perspicaz dos Coen). O xerife bêbado e caolho (Jeff Bridges, caricato e marcante, boa atuação) deve ser o único personagem capaz de integrar os filmes anteriores da dupla.  Mas a história tem início no excesso de esperteza e maturidade da jovem (Hailee Steinfeld) ao contratar o xerife a caçar o bandido (Josh Brolin) que assassinou seu pai, a menina destemida dá um jeito de participar da caçada que ainda terá a companhia de um Texas Ranger (Matt Damon). O dedo preciso dos Coen está por toda a parte, desde o cuidado com o ambiente e com a atmosfera até a fotografia barrenta e empoeirada, eles praticamente se colocam como personagem fundamental do filme, mas pecam de forma cruel com a trilha sonora que consegue estragar todas as cenas cruciais. Barry Pepper novamente surge de forma rápida e estupenda, um ator que merece mais destaque na carreira.