Posts com Tag ‘Michael Rowe’

Año Bisiesto (2010 – MEX)

Michael Rowe trata de solidão e fuga, a jovem jornalista que deixou sua cidade natal para tentar a vida na Cidade do México vive marcada pela ausência (familiar, de amigos, de um amor). Passa horas, quem sabe dias, trancada em seu apartamento, trabalhando, comendo, vendo a vida passar (até bisbilhotando a vizinha). As vezes se arruma e na noite arruma alguém para transar. Depois de exposta a solidão, das mentiras contadas à mãe sobre sua incrível vida agitada na metrópole e suas dificuldades profissionais, partimos para a fase de fuga quando ela se entrega a um homem com tendências violentas durante o coito, com prazeres sadomasoquistas. E por mais estranhamento que cause num primeiro momento a ela, se entrega numa fuga de uma realidade que o calendário teima em lembrar, chegando a um desfecho piegas, e ainda assim crível. A maneira como Rowe filma lembra Reygadas, apenas no trato da imagem, sua preocupação estética é muito maior do que significados que a imagem possa oferecer além do objeto filmado.