Posts com Tag ‘Ryusuke Hamaguchi’

Roda do Destino

Publicado: outubro 17, 2021 em Cinema
Tags:,

Wheel of Fortune and Fantasy / Guzen to Sozo (2021 – JAP)

Ryusuke Hamaguchi vai consolidando sua carreira no mundo dos festivais, depois do sucesso de Happy Hour, com filmes repletos de diálogos, protagonismo de personagens femininas e uma temática direcionada para relacionamentos que tem refletido em muitas comparações com o cinema de Rohmer e principalmente Sangsoo.

O filme é dividido em três histórias, sempre com boas doses de coincidências, segredos e mentiras, tensão sexual e, claro, relacionamentos amorosos, especialmente brincando com a substituição ou com a máxima do “e se”. Em todas há uma necessidade de um plot twist, uma surpresinha que pode funcionar bem na ideia, mas de longe é na terceira delas que tudo se encaixa melhor. Hamaguchi tem uma capacidade especial de envolver, rapidamente surge conexão com todos seus personagens, seus pequenos dramas e solidões. Seu charme está mesmo nessa teia que constrói rapidamente entre diálogos e ambientes meticulosamente calculados para soarem levemente frios.

Happy Hour

Publicado: julho 26, 2021 em Cinema
Tags:

Happy Hour (2015 – JAP)

Como numa boa novela contemporânea, o cineasta japonês Ryusuke Hamaguchi dá espaço para dramas cotidianos se desenrolarem de maneira palpável. São mais de cinco horas onde mergulhamos nas vidas amorosas de 4 amigas de maneira singela, numa tão sabida sociedade japonesa ainda machista. Divórcio, gravidez, traição, liberdade, decepção, carreira, filhos, as questões são as mesmas de sempre, a diferença é que Hamaguchi é um artesão dessa construção de personagens e diálogos críveis, em seus silêncios, em adiar conflitos que estão nítidos.

Parte da beleza talvez esteja no impulsivo, que nos faz mais humanos, os comportamentos de cada uma delas ecoa num espectro esperado, mas há um limite que nada mais é que um grito de socorro, de liberdade, e o inesperado desconcerta. Uma delas está em processo de divórcio, o marido não aceita, mas a coragem de enfrentar funciona também como chacoalhada na zona de conforto de todas elas. Com o passar das horas o filme vai deixando os homens cada vez mais frágeis, quem sabe um gesto indicativo de mudanças na sociedade contemporânea.

Asako I & II

Publicado: dezembro 20, 2018 em Cinema
Tags:,

Netemo Sametemo / Asako I & II (2018 – JAP)  

Vem surgindo o nome de Ryusuke Hamaguchi, com destaque, no cenário internacional de cinema. Seu novo filme é uma fábula romântica que trata do amor à primeira vista, do idealização do outro, e das fragilidades invisíveis de um relacionamento. A grande preocupação do cineasta japonês com pequenos detalhes cotidianos e a narrativa doce ajudam a situar bem personagens e envolver o público com eles.

Asako é a nossa tímida heroína romântica, que se apaixona por um jovem, um desses espíritos-livres, que apenas cruzou seu caminho pelas ruas. O filme percorre anos da vida de Asako, quanto mais o tempo passa, e mais mergulhamos em sua alma frágil e altamente sonhadora, mais nos sentimos próximos e compreendemos seus sentimentos, por mais que ela pouco se expresse diretamente.

O espírito livre desaparece, anos depois ela conhece outro jovem, muito parecido com o primeiro e por ai a história segue. Quem nunca idealizou o que seria de um romance que terminou precocemente, ou que nunca chegou a acontecer? A vida é formada de fantasias e realizações, mas também de escolhas. O roteiro guarda reviravoltas, seja qual for o caminho dos personagens, Hamaguchi deixa seu trabalho mais marcante pela humanidade dos personagens, pela construção dos ambientes e a atmosfera criada entre amores e amizades.


Festival: Cannes 2018

Mostra: Competição principal