Posts com Tag ‘Saoirse Ronan’

howilivenowHow I Live Now (2013 – ING) estrelaestrelaestrela_cinzaestrela_cinzaestrela_cinza

Adaptação de Kevin MacDonald, do best-seller, escrito por Meg Rosoff, sobre um romance, em meio a uma suposta Terceira Guerra Mundial. É intrigante imaginar nossa vida atual em tempos de guerra, não só sem eletricidade, mas com cidades como Londres e Paris sendo tomadas, as pessoas tendo que viver sob confinamento, ou trabalhando em áreas militares. Mas, não é esse o interesse do diretor, ele procura uma história sobre a força do amor, quem se guiar pela sinopse cairá numa armadilha.

Trata-se de uma adolescente (Saiorse Ronan) metida a roqueira rebelde que vai parar na casa dos primos no interior da Inglaterra, se apaixona por um deles (George MacKay). MacDonald transforma essa menininha mimada em heroína (Ronan quase reedita seu papel no péssimo Hana). Das doses de romantismo às cenas de perseguição, tudo está impregnado por essa necessidade de amor além das fronteiras, uma amor contra uma guerra. Por mais que seja bem narrado, é um disparate tão sem noção, um exagero cinematográfico de proporções que praticamente eliminam a guerra e o tornam a saga de uma jovem em busca de reencontrar seu amado.

Hanna

Publicado: outubro 2, 2011 em Uncategorized
Tags:, , ,

Hanna (2011 – EUA/ING/ALE)

Para começar, gostaria de fazer um pedido, para que Joe Wright volte aos filmes de época (se bem que ele está filmando Anna Karenina, então obrigado desde já). Porque desde que ele saiu desse tipo de filmes, é uma bomba pior que a outra. Este aqui então chega ao fundo do poço, duro de aguentar a história em si e as inverossimilhanças desse misto de Nikita e Nell. A garota (Saoirse Ronan) passa 16 anos numa floresta gelada com o pai (Eric Bana), sendo preparada para matar, e principalmente se vingar da agente que matou sua mãe (Cate Blanchett). E quando sai de lá dá um nó na CIA do jeito que só o Rambo daria. Contar mais seria ficar repetindo as críticas sob os absurdos do filme, brincar de unir DNA modificado com os livros dos irmãos Grimm não deu certo.